A Unidade, sob o ponto de vista da dualidade

Os textos ao lado refletem, em "tempo real", a jornada espiritual de uma alma comum. Neles poderão ser avaliados os erros e os acertos, aos quais todos estão sujeitos.

Algumas das descritas experiências interiores mais antigas têm sido transcendidas e substituídas por outras, mais sutis. Contudo, isto não invalida as anteriores, pois acredito que todas são certas e válidas, nas ocasiões em que ocorrem. Que cada um avalie o quanto as experiências pessoais e opiniões aqui apresentadas são úteis para si, neste momento.

Se ainda estiveres perdido(a), faço votos de que, brevemente, encontres o teu Caminho e que, a partir deste auspicioso dia, adquiras a certeza de que não mais necessitas de teorias e informações sobre Espiritualidade (visitar esta página e outras, semelhantes; ler as diversas e volumosas Escrituras Sagradas; ouvir sermões; participar de debates; etc.), e que invistas, teu precioso tempo, na única prática realmente indispensável à evolução do ser humano, qualquer que seja o seu Caminho: interiorizar a atenção e conhecer a si mesmo (ou conhecer DEUS, tanto faz).

 

Março de 2010.

 


 

O web-sítio "Os Destruidores de Ilusões" é impopular, porque não objetiva agradar aos leitores. Seria fácil publicar, aqui, a "espiritualidade" que interessa aos egos: curiosidade insaciável por ocultismo e outros assuntos excêntricos, comoventes exemplos "do bem", etc... Nada disto, porém. Por experiência própria, conheço nossas fraquezas e não pretendo fortalecê-las. 

Raramente comento sobre espiritualidade/religiosidade, fora deste espaço; e, nas poucas vezes em que faço isto, tento ser cauteloso, para evitar reações indignadas. Tudo o que digo/escrevo tem a finalidade de alertar as pessoas sobre o erro em que vivemos, erro este que nos mantém acorrentados aos sofrimentos sem fim. Jamais me apresento como alguém superior, pois não sou. Que não acreditem em mim, mas em Jesus Cristo ou, os cristãos não preconceituosos, em sábio(s) do mesmo quilate. Para não haver dúvida: mencionei acreditar no Cristo e, não, em igrejas, padres ou pastores, que talvez possam nos dar/vender migalhas de consolo; mas, nunca poderão nos ajudar a transcender, definitivamente, as mazelas da vida.

Observando nossas reações diante dos ensinamentos sagrados (Verdade), percebo com clareza que, mui secretamente, gostamos de sofrer. Quando nos dizem que tudo pode mudar, que podemos realmente encontrar Paz e Felicidade eternas, dentro de nós mesmos, rapidamente nos voltamos contra o perturbador da ordem estabelecida (ou melhor: do caos estabelecido). 

Muitos aguardam um retorno carnal de Jesus; contudo, se isto acontecesse, a maioria, após ouvir Seus duros sermões, estaria à frente da multidão de ofendidos, gritando a pleno pulmões: "Crucifiquem-No!".

 

Outubro de 2013.

 


 

Embora acredite que este web-sítio tenha pouquíssimos leitores (ou nenhum), continuo a publicar aqui os textos que escrevo como advertência/reprimenda a mim mesmo, sempre que fraquejo, e isto ainda muito acontece... Se apenas um único leitor perceber que a reprimenda também é para si, ótimo, pois sem arrependimento continuaria pensando: “Nada preciso mudar em mim”.

 

Julho de 2015.

 


 

Meditação ou oração, conhecimento de si mesmo ou conhecimento de Deus, unicidade ou dualidade: não percebo superioridade de qualquer caminho espiritual, sobre os demais, pois sinto que, qualquer um, pode guiar o sincero e esforçado buscador até o ponto onde todos eles convergem para meta final.

 

Ramana Maharshi

"Há dois caminhos (para a Felicidade): ou (interiormente) descobre o que realmente és, ou entrega-te ao Poder Supremo".

 

 

 

 

 

 

Jesus Cristo

"EU e o Pai somos UM".

(O Cristo Interior e Deus são UM).

 

"Quem me conhece, conhece o Pai".

(Quem reconhece o seu Cristo Interior, conhece Deus).

 

 

 

 


 

 

Estes  são  alguns  dos  milhares  de  afortunados  que   estiveram  diante  de "o Caminho, a Verdade e a Vida", que iluminou o mundo durante toda a primeira metade do século XX.

Há 2.000 anos, Ele garantiu: "Três dias após a morte, ressurgirei e seguirei adiante de vós, por toda a Eternidade". Em 1950, a mesma consoladora garantia, Ele proclamou: "Dizem que estou morrendo; mas, não vou embora: Eu estou aqui".

Em carne, Ele já esteve muitas vezes entre nós; em Espírito, Ele nunca se foi... contudo, a humanidade ainda aguarda por vinda/retorno do Salvador...

 

 


 

Pesquise neste web-sítio:

   
 

 

 

INTRODUÇÃO

(Outubro de 2006)

 

Não tenho pretensão de me apresentar como guia, pois, só pode guiar alguém, quem já chegou à meta e conhece, intimamente, o caminho que se deve percorrer. Esta não é a minha situação. Enquanto o verdadeiro Mestre não vem ("Quando o discípulo está pronto, o Mestre aparece"), talvez o buscador sincero encontre referências nesta página, que sejam inspiradoras, e experiências semelhantes às suas, que o fortaleçam contra a insidiosa dúvida. Para quem entrou no caminho, o mundo transforma-se em obstáculo à sua caminhada, em direção à meta da vida; saber que outros estão enfrentando as mesmas dificuldades pelas quais estamos passando e, ainda assim, prosseguem resolutamente, acredito que seja um grande incentivo contra eventuais desânimos. Para quem ainda não entrou no caminho, mas que já está pronto para ele, pode ser que algum dos ensinamentos citados (que não são meus) toque o seu Coração e mude, para melhor, o rumo da sua vida.

Considero Espiritualidade/Religiosidade uma atividade interior do ser humano, visando a percepção do único conhecimento que realmente importa: a Verdade sobre si mesmo. Não se precipite, classificando esta atitude como egoísmo, pois, nos ensinam os Sábios, apenas quando cada um conhecer verdadeiramente a si mesmo, compreenderá o seu próximo e a realidade do mundo; então (e só então), poderá contribuir para torná-los melhores (homens e mundo).

Como sei que é muito estimulante, para a interiorização, ter sempre na mente e no Coração os ensinamentos dos verdadeiros Sábios da humanidade, aqui na página você encontrará citações e interpretações destes ensinamentos, sob o ponto de vista de um não sábio, de um buscador comum. Assim como as palavras Deles têm poder para acalmar e interiorizar a mente do digitador, também devem provocar a mesma reação em outras pessoas. O mais importante, não importa a motivação, é a mente deixar de distrair-se com o mundo e voltar-se, sinceramente, para dentro de nós. Sinceridade, para quem está na Busca, significa desapegar-se do ego. Quando alguém volta-se mentalmente para o seu interior, com o intuito de exaltar-se por suas virtudes e gozar sensações prazerosas, isto é egoísmo e não é uma atitude sincera; esta classe de interiorização afasta ainda mais a pessoa do caminho correto. A autoinvestigação sincera permite que enxerguemos nossos erros e defeitos, com imparcialidade; e, apenas quando percebemos que não somos perfeitos como imaginávamos, é que sentimos necessidade de mudar a nós mesmos, isto é, buscar a Verdade, que, como garantem Aqueles Que Sabem, é perfeita em si mesma.

Os Sábios aqui citados não são os que considero maiores ou únicos: são aqueles com os quais mais me identifico e, por isto, nos quais deposito irrestrita confiança. Não tenho competência para afirmar que este ou aquele é o maior, o melhor ou o único. Apesar de ainda estar atolado no orgulho, percebo que não é por orgulho e inveja que não me curvo diante daqueles considerados 'os grandes do mundo'; não, não é por orgulho e inveja: é por ter a certeza que, por baixo das vestes, fortuna, fama, poder, eloquência, diplomas, títulos e honrarias, há um ser humano que está tão distante da Sabedoria quanto eu. Contudo, perante os verdadeiros benfeitores da humanidade, que não possuem diplomas nem títulos mundanos, quem escreve este texto seria obrigado a admitir a sua ignorância e, humildemente, prostrar-se no chão e beijar Seus divinos pés...

 

Grandes homens que atingem a meta da Vida são raros e, de tempos em tempos, um Deles desponta entre nós, não para trazer algum ensinamento novo; mas, sim, para nos inspirar através de Seu exemplo de vida. Nenhum ensinamento novo Eles trazem, pois nada de novo há para ser revelado: Eles apenas transmitem a Verdade de forma conveniente à audiência. Nenhum Deles contradiz os anteriores. Quem não apenas lê, mas medita e busca intuitivamente o sentido oculto dos ensinamentos sagrados, percebe harmonia e autoridade nas palavras dos Grandes Mensageiros do Altíssimo. Os Evangelhos de Krishna, Gautama Buda, Jesus Cristo, Ramakrishna e Ramana Maharshi transmitem a mesma mensagem fundamental: O Reino de Deus (Verdade, Nirvana, Samadhi, Paz e Felicidade, etc.) está dentro do homem. Há tanto sectarismo entre as religiões, porque os ensinamentos dos inspiradores foram e continuam sendo interpretados de acordo com interesses mundanos. Todas as religiões convergem para a Religião da Verdade (ou de Deus, como preferirem). Isto sei, não por ter lido ou ouvido por aí; sei, porque descobri dentro de mim mesmo. E, quando a descoberta é interior, nenhuma confirmação exterior é necessária.

Os textos sagrados, quando analisados intelectualmente, são letras mortas e podem até ser perigosos. Podem ajudar ou podem atrapalhar a evolução do homem. Muitos, por exemplo, estão preocupados com os fatos históricos sobre a vida de Jesus: descobrir o local da última ceia, saber o que aconteceu entre Seus 12 e 30 anos, etc. Outros, só pensam nos milagres materiais atribuídos a Ele: terão acontecido mesmo? E todos perdem, porque estão atrás de ninharias. O milagre de Jesus são as Suas palavras, que têm poder para ressuscitar os espiritualmente mortos e curar os espiritualmente cegos e espiritualmente aleijados. O maior milagre da humanidade foi aquele do homem Jesus morrendo na cruz e transformando-se no Cristo. Sim: depois de todas as humilhações possíveis e torturas imagináveis, desde o Getsêmane até o Calvário, ainda assim, no momento final, Ele não tinha ódio nem apegos no coração; Ele perdoou os Seus algozes e aceitou o Seu destino. Milagre maior que este, nunca houve e nunca haverá. Ele deu a própria vida material (ninguém tomou-a, Ele abriu mão dela, voluntariamente), como testemunho de Suas palavras. Se, durante a crucificação, forças ocultas/sobrenaturais tivessem soltado os pregos que O prendiam à cruz e transportado suavemente o corpo, ainda com vida, para o solo, hoje em dia ninguém se lembraria Dele...

Se interpretadas ao pé da letra, as palavras de Jesus só podem ser consideradas como proferidas por um louco arrogante: "Passarão o céu e a terra, mas MINHAS palavras não passarão"; "Ninguém vai ao Pai, senão por MIM"; "EU venci o mundo". Será que "minhas", "mim" e "eu" se referem ao homem Jesus? Se assim fosse, Ele seria apenas mais um pobre megalomaníaco. Entretanto, o sentido real exprime completa impessoalidade: "Passarão o céu e a terra, mas a VERDADE não passará"; "Ninguém se liberta (vai ao Pai), se não conhecer a SI mesmo" (isto é, conhecer o Cristo que existe em todos nós). "Eu venci o mundo" não é uma exaltação egocêntrica; para quem percebe a escravidão em que vivemos, esta frase anuncia que, apesar das dificuldades, a vitória espiritual (fim da escravidão, Felicidade) é certa, para todos que encontrarem o Cristo Interior. Aqueles Que Sabem, dizem que a linguagem subjetiva dos textos sagrados é necessária, para que a Verdade seja discernida apenas por quem está pronto para Ela.

Se algum materialista conseguir ler este texto até aqui, com certeza evocará muitos argumentos para tentar desmoralizar e negar o homem Jesus. O materialista dirá que Ele foi apenas um louco, seguido por outros loucos, que exageraram na narrativa de Sua vida. O materialista dirá que Ele foi um prepotente, que teve o fim que merecia. O materialista dirá que é impossível que tenha existido um homem tão sublime e perfeito e insistirá que Jesus é uma ficção. No entanto, quando os céticos presenciaram as vidas de dois Grandes Mensageiros do passado recente (Ramakrishna, no século XIX, e Ramana Maharshi, no século XX), eles perceberam que vidas como as de Gautama Buda e Jesus Cristo eram possíveis, pois vidas semelhantes estavam diante de seus olhos. Felizmente, os homens que foram tocados pelas palavras Deles, encontraram, dentro de si mesmos, todas as provas necessárias de que tais homens existiram (e sempre existirão) e não se deixam influenciar pelas opiniões dos outros. Quem está na busca, com sinceridade de propósitos, percebe que, apesar das traduções, interpretações e manipulações dos Evangelhos, a Verdade continua lá, imaculada, pois tão divinos ensinamentos não podem vir de homens comuns; percebe, também, que a Fonte de tanta sublimidade é a mesma e a única. Embora haja grande oferta de guias espirituais, quase todos nos dizendo como devemos viver, quando eles mesmos não praticam o que ensinam, a certeza interior da Verdade protege os buscadores sinceros contra os ataques daqueles que pecam por ignorância ou má-fé.

 

Ouvimos desde a infância: "Isto é assim mesmo, faz parte..." e, tanto insistiram, que acabamos acreditando; hoje em dia, usamos o mesmo recurso do "faz parte...", propagando o erro inicial. Entretanto, há o outro lado da vida, que diz "não faz parte". Já experimentei os dois lados e hoje sei qual é o correto... Bem sei o que pensam os ateus, pois até alguns anos atrás eu era um deles. Nenhum homem pode prosseguir para sempre, no erro: quando chega a hora, ele começa a enxergar seus defeitos; mas, não, antes. Portanto, por experiência própria, sei que não adianta tentar converter ninguém, pois já tinham tentado, sem sucesso, e, quando me esqueceram, aconteceu naturalmente. O melhor que podemos fazer pelos outros e pelo mundo é cuidarmos de nossa própria evolução. Os espiritualistas não são superiores aos materialistas: ambos estão evoluindo lentamente. O seguidor de determinada crença não é superior aos de outras crenças. Para mim, a diferença entre um santo e uma pessoa comum (classe na qual me incluo) é que esta só enxerga virtudes em si mesma e defeitos nos outros; o santo, ao contrário, se acha o mais errado dos mortais, enquanto apenas enxerga as virtudes de seus semelhantes. É por isto que, a história nos mostra, por onde eles passam impregnam o ar e os corações com a sutil fragrância da compaixão incondicional. Este é o maior milagre dos verdadeiros santos.

 

Aproveitei a expressão que li em algum livro (Destruidores de ilusões), para intitular esta web-página. Quem procura consolo para o ego, nos evangelhos dos Grandes Mensageiros, está procurando no lugar errado. O consolo exterior é mais uma escravidão e Eles, ao contrário, estão aqui para nos libertar de todos os grilhões. Sabedoria não é um pré-requisito para consolar alguém: apenas é necessário falar aquilo que a pessoa quer ouvir (todos podem fazer isto), afagar sua cabeça e enxugar suas lágrimas; ou dar-lhe outros tipos de esmola, como um prato de comida, alguns trocados, etc. No entanto, tais atitudes não ajudam ao consolador e nem ao consolado. Não ajudam ao consolador, porque fortalecem o mal interior, já que seus atos não são movidos por compaixão desinteressada: mas, sim, pelo prazer egoísta de sentir-se útil ou para tirar outra vantagem da situação; também não ajudam ao consolado, porque estes consolos são temporários e, em breve, ele vai precisar novamente do mesmo remédio, tornando-se cada vez mais dependente e fraco. Aqueles Que Sabem dizem que o caminho correto, embora extremamente árduo, é cada um aprender a caminhar por conta própria, sem depender de ninguém e buscar unicamente o consolo interior. O consolo exterior é passageiro: família, amigos, guias, assistentes sociais e médicos, vêm e vão; apenas o Consolador Interno nunca nos abandona.

A missão dos Grandes Mensageiros é não deixar pedra sobre pedra, dos castelos de mentiras de nossas vidas, que construímos com tanto esforço. É por isto que Eles são seguidos por tão poucos. Atenção, pois esta conclusão não está errada: milhões de pessoas seguem o Budismo, mas Buda não está lá; outros milhões seguem o Cristianismo, mas Cristo também não está lá... As Igrejas estabelecidas podem nos consolar, momentaneamente; mas, não podem nos libertar, eternamente (isto é, nos guiar para a Verdade). Prova disto é que, dia após dia, mais e mais pessoas aderem às diversas crenças, as Igrejas prosperam, contudo é cada vez mais difícil encontrar um homem sábio por aí...

 

Ao lado, há links para textos condizentes com o propósito deste espaço: quiçá, fonte de reflexão, inspiração e força para os buscadores. Repito: não me apresento como guia espiritual. Os Grandes Mensageiros do Altíssimo ensinam que o melhor guia, para cada um de nós, está dentro de cada um de nós; este que escreve, humildemente, concorda com Eles. Os textos não assinados refletem a experiência pessoal deste digitador, no caminho da meditação/autoinvestigação. Embora tenha procurado inspiração nos Evangelhos dos Sábios e em livros de outros buscadores da Verdade, apenas comento com convicção os ensinamentos confirmados interiormente. Quem já sentiu esta certeza, sabe que não há possibilidade de engano. São citados ensinamentos dos quais ainda não obtive confirmação interior, porque confio que sejam corretos/sinceros, devido à fonte de onde provêm. Quando necessário, os textos são revisados, para esclarecer melhor ou complementar determinado ponto, sem que seja alterada a sua essência.

Os textos aqui publicados podem contribuir ou não na busca; tudo depende da atitude mental de quem está lendo. Nada nesta página lhe será útil se você, enquanto lê estas palavras, estiver subconscientemente negando a competência de quem as escreveu, ou se estiver ponderando que a sua capacidade de entendimento é igual ou maior do que a minha. Não pode haver guerra de egos aqui: o ego que está lendo não é inferior ao ego que escreveu. Investi e continuo investindo bastante tempo no processo de autoinvestigação e pode ser que você ainda não tenha tanto tempo de estrada. Se não houver excesso de orgulho da sua parte, acredito que as experiências descritas podem ter algum valor para você, da mesma forma que as experiências de outros buscadores têm sido valorosas para mim. Que fique claro: embora concorde inteiramente com os ensinamentos expostos e, mais importante, esteja tentando aplicá-los na vida cotidiana, eles não são "meus" e não quero ganhar qualquer prêmio mundano por este trabalho. O único tesouro que vale a pena, o mundo não tem para negociar. Espero que esta advertência seja suficiente, para desmontar a sua armadura...

Em última instância, quaisquer tipos de leitura, mesmo de cunho espiritual (esta página e outras semelhantes, escrituras sagradas, etc.), são dispensáveis, no caminho do discernimento de si mesmo, se a pessoa tiver sinceridade e determinação extremas, para realizar a autoinvestigação interior, sem deixar-se influenciar pelo que ocorre à sua volta. Infelizmente, a maioria de nós não possui tais virtudes. É por isto que páginas como esta existem: para incentivar/inspirar quem lê e, pelo menos no meu caso, também quem escreve.

Como informei acima, não sou o verdadeiro autor desta obra; de graça recebi e de graça estou passando adiante os ensinamentos dos Sábios. Quem quiser agradecer por alguma inspiração que tenha encontrado aqui, justiça fará agradecendo aos Grandes Salvadores da humanidade...

 

 

 

http://quemsoueu00.blogspot.com/

 

 

 

P.S.: Se você achar que algum texto desta página merece ser compartilhado com outras pessoas, fique à vontade para fazer isto, sem qualquer tipo de obrigação para comigo.

 

 

 

OBS. 06/11/2011:

É proposital o fato de não haver, neste web-sítio, um canal de comunicação para os leitores/visitantes.

Hoje sei que a verdadeira Paz existe, sim, e que ela é muito mais simples do que jamais imaginamos. O único requisito indispensável para o homem viver em Paz, é ter a mente em Paz. Toda a Sabedoria Sagrada que existe no mundo é destinada a nos ensinar, através da oração, da meditação, etc., como manter a mente calma, independentemente das circunstâncias da vida.

A atividade intelectual é muito prazerosa, mas agita a mente, provocando desgaste emocional e consumindo energia interna, que melhor seria empregada na evolução espiritual. Como aspiro Paz para todos nós, não disponibilizo espaço para comentários, que provavelmente provocariam cansativos e estressantes debates, cujos resultados seriam, no máximo, meias-verdades (opiniões), pois a Verdade (ou Paz), como proclamam os Mensageiros do Altíssimo, está no Silêncio Interior de cada ser humano. E, o Silêncio, não é percebido pelas mentes agitadas, que não param de pensar/raciocinar (tenho consciência de que manter a página "Os Destruidores de Ilusões" é atividade intelectual e espero voluntariamente abandoná-la, um dia).

Se os textos aqui publicados não lhe estimulam a buscar Paz, antes de tudo dentro de si mesmo(a) e somente depois buscá-la no (para o) mundo, então eles não estão conseguindo cumprir a missão para a qual foram escritos...

 


 

Algumas sugestões de sites:

http://www.aluznocaminho.org.br/

http://advaita.com.br/

 


Relação de textos publicados.


 

131. Ressurreição dos mortos

 

130. Vencedor

 

129. Os humilhados serão exaltados?

Para sermos "exaltados", isto é, para conseguirmos ser realmente felizes e viver em Paz neste mundo, antes precisamos abandonar o orgulho (ou autoestima, ou amor-próprio) e nos transformarmos em humildes/mansas criaturas de DEUS.

 

128. Alegria! Alegria!

 

127. Crise? Que crise?

 

126. Deus e o mundo

Desde pequenos, nos ensinam que "tudo foi feito por Deus". No entanto, depois que crescemos e observamos como as coisas funcionam, é impossível não ocorrer esta dúvida: "Se, como dizem, Deus existe, é bom e tudo fez, por que há tanto sofrimento no mundo?".

 

125. A ilusão

Compreendi aquilo que os hindus chamam de "ilusão cósmica" ("maya") através de um simples bem-te-vi, que durante alguns dias frequentou a varanda do apartamento onde moro.

 

124. Um, Dois / A Entrega

A única entrega sincera, aquela que realmente agrada a DEUS, é a entrega (incondicional) da errônea ideia de que somos os donos de nossas vidas...

 

123. Poder

Confiar apenas no Poder Interior é Liberdade/Paz/Felicidade; atribuir poderes ao mundo, significa escravidão e sofrimentos...

 

122. Sermão da Montanha (no século XXI)

         (Apresentação PPS - 1800KB)

         (Arquivo PDF - 680KB)

         (Livreto PDF - 300KB)

 

121. Eterno e Imutável (4)

 

120. Paciência

 

119. Ateus

A descrença em DEUS acontece a todo instante, em todos os lugares e situações.

 

118. Paz

Não incomodemos o mundo inteiro, clamando publicamente por Paz, pois isto é hipocrisia; que iniciemos a jornada, em direção a ela, de forma discreta e sincera, cada um primeiramente esforçando-se para conquistar sua Paz Interior. Quanto mais pessoas autopacificadas, mais Paz no mundo...

 

117. Confiar em Deus

O Altíssimo quer nos dar, caso um dia confiemos Nele, tão somente Paz e Felicidade eternas e incondicionais, as quais pairam muito acima dos prazeres e sofrimentos do mundo...

 

116. Análise da inteligência de Cristo

 

115. O Reino de Deus está dentro de vós (3)

Isto precisa ser periodicamente repetido, porque estamos habituados a ignorar que o "Reino de Deus" está em todos nós. E esta trágica ignorância é a causa única de todo o sofrimento que há (ou parece haver) no mundo...

 

114. Jesus é único?

É maldade, a difusão da lenda de um Jesus único. Em nenhuma parte dos Evangelhos, Ele apresenta-Se como inalcançável, especial; ao contrário, incentiva a todos que O sigam.

 

113. Eterno e Imutável (3)

 

112. Pequeno Buda

"Quando a gente come os animais, eles morrem! Não gosto que eles morram. Gosto que eles fiquem de pé. Os animais são para cuidarmos deles; não, para comer".

 

111. Fernão Capelo Gaivota (Apresentação PPS - 800KB)

"Nem por um instante creias que sou especial; sou exatamente como todas as gaivotas. Não fui o primeiro, a atingir a meta, e nem serei o último. Inicia agora mesmo, a tua divina ascensão, impulsionado pelo motivo correto: porque descobriste ser o maior de todos os erros, continuar vivendo sem Vida, sem Amor".

 

110. Vinde, benditos do Pai Celeste...

Boa sorte para todos nós, benditos convidados para a mais fantástica (e difícil) de todas as aventuras: a jornada ao interior da própria alma...

 

109. O Deus dos Vivos

O deus das religiões/pessoas subjugadas pelo mundo, o deus dos mortos, é tão morto quanto aqueles que o veneram...

 

108. Relatividade e Realidade (3)

Enquanto, em nossos corações, a Realidade não imperar naturalmente e com exclusividade, tal como a relatividade ainda impera, continuaremos escravos deste mundo de ilusões...

 

107. Pensar em Deus

Quem consegue sentir compaixão pelo ladrão que acabou de assaltá-lo, ou pelo mosquito que neste momento está pousado em seu braço, alimentando-se com o seu sangue, este com certeza está "pensando" em Deus...

 

106. Santos

Toda a humanidade beneficia-se com a presença de santos, pois eles nos ajudam a perceber que realmente existe uma Força Superior e que Ela nada se parece com o "deus" criado por nossa imaginação.

 

105. Bem e mal (3)

 

104. Que venham a Mim, os pequeninos

Os "pequeninos" são aqueles jovens, adultos e velhos que, por Amor sincero a Deus, fizeram-se puros de coração, humildes, mansos, pequenos de ego/amor-próprio, os (socialmente) menores neste mundo que nos rodeia.

 

103. O Reino de Deus está dentro de vós (2)

Melhor é ficar calado(a), do que incentivar alguém a buscar (o Reino de) Deus em outro lugar que não seja no seu próprio coração.

 

102. Poder e Compaixão (2)

A Compaixão (Amor) sempre pensa no Todo, nunca em si própria, em Seu benefício pessoal. Os seres humanos compassivos não precisam cuidar de si mesmos, pois estão sob o cuidado permanente da Força Superior.

 

101. Alma, tu me amas?

"Filho, não podes amar dois senhores: deves decidir-te, entre o Amor por Deus e o amor pelo mundo".

 

100. As ondas e o Mar

O fato do ser humano acreditar que é separado e independente de Deus, é tão absurdo quanto uma onda acreditar que é separada e independente do mar.

 

099. Dádivas Divinas

Paremos, imediatamente, de vincular conquistas e prazeres mundanos a Deus, pois isto é a pior das heresias.

 

098. O Tesouro e o Coração (2)

Que os tesouros que amamos, pelos quais não hesitaríamos dar suor/lágrimas/sangue/vida para conquistar e proteger, cada dia menos sejam as coisas deste mundo, pois, onde estiverem nossos tesouros, lá também estarão os nossos corações...

 

097. Eterno e Imutável (2)

"Dizem que estou morrendo; mas, não vou embora: EU estou aqui".

 

096. A Natureza / Natal Cristão

Não fosse o longo tempo que investimos pensando em nossas mazelas e necessidades mundanas, correndo de um lado para outro atrás de ninharias, haveria tempo de sobra para cada um se aquietar, direcionar a atenção para as não humanas criaturas de Deus, e com elas aprender Fé...

 

095. Oração do Cristão

O amor, antes pelo mundo, dissipa o Amor por Deus; o amor, antes por mim mesmo(a), se opõe ao Amor por Deus; e amar a todos, sem egoísmo, é o mesmo que amar a Deus...

 

094. Vaidade  x  Imitação de Cristo

"Não te ponhas a esquadrinhar os mistérios da Vida, pois isto é vaidade; não busques entender, mas sim crer. Faz-te humilde, vazio de opiniões e teorias, para que chegue a ti a Graça Divina".

 

093. Quanto vale a vida?

Temos muitas necessidades/fraquezas/escravidões, por causa da supervalorização da vida. Precisamos de dinheiro, casas, carros e amigos, para tentarmos ser felizes, porque valorizamos demais estas coisas. O ouro terá valor, enquanto o acharmos valioso; no dia em que deixarmos de valorizar o ouro, ele nada valerá e não terá mais poder algum sobre nós...

 

092. Desejos  x  Felicidade

Se os objetivos alcançados e objetos conquistados tivessem poder para produzir verdadeira Felicidade, então enquanto nossas vitórias e posses nos pertencessem, ela (felicidade) deveria permanecer conosco; mas, todo mundo sabe que não é isto que acontece.

 

091. Felicidade

Todos querem ser felizes e passam a vida inteira "correndo atrás" da Felicidade; mas, quantos já a alcançaram, trilhando este caminho? A experiência de vida indica que obtemos somente prazeres temporários, nunca a tão sonhada Felicidade sem fim.

 

090. Saúde

Os egos acham que cuidam da saúde, mas a saúde saberia muito bem cuidar de si mesma, se eles não atrapalhassem-na. Os egos cuidam, sim, das doenças, e o fazem tão bem que, depois da última ir embora, uma nova doença chega, para aproveitar a hospitalidade do anfitrião...

 

089. DSC

 

088. Parábola do copo e da esponja

Quando mergulhada em um copo cheio de água, uma esponja absorve aquela água, independentemente do líquido estar limpo ou sujo, pois ela não sabe discernir o que é bom e o que é ruim. A mente/ego é como a esponja e, o mundo, como o copo d'água...

 

087. A Bênção do Mestre

Se és devoto(a) de Bhagavan Ramana, não te entristeças devido à Sua ausência física, pois Ele está aqui e agora.

 

086. Vida Eterna

"Vinde, benditos do Pai Celeste; vinde para o Reino que vos está preparado desde o princípio do mundo; vinde para a Vida Eterna"... 

 

085. Sonhos

Nunca digas para alguém correr atrás de seus sonhos, pois ninguém conhece os sonhos secretos dos outros, por mais próximos e íntimos que sejam. Para não te arriscares a ser incentivador(a) de alguém que sonha ser um novo Hitler ou algo parecido, não cometas este erro.

 

084. Espírito e matéria

O olho material (físico), enxerga o mundo da matéria; o olho espiritual, enxerga o mundo do Espírito (que engloba tudo, inclusive a matéria).

 

083. Tudo, nada / Os pombos

Lá estão os pombos: sem dinheiro, sem casa, sem parafernálias tecnológicas, sem hospitais, sem cidadania e sem a próxima refeição; mas, para minha surpresa, tranquilos como sempre...

 

082. Meu Reino não é deste mundo

Ver para crer, pode ser bom para materialistas, cientistas e doutores; mas, não convém àqueles que buscam a Verdade...

 

081. Amar Jesus

Quem diz amar Jesus, que não fique apenas repetindo e cantando  "Jesus, Jesus!" ou "Senhor, Senhor!", pois esta é a parte fácil/cômoda do Amor. Que nos esforcemos por seguir Seus passos, viver como Ele viveu.

 

080. Amar o inimigo

O verdadeiro Amor é aquele dado tanto aos amigos quanto aos inimigos; o verdadeiro Amor é aquele de uma mãe, pelos filhos de todas as mães (inclusive, pelo seu próprio), e dos filhos, por todos os pais do mundo.

 

079. Bem e mal (2)

"O que é bondade aos olhos dos homens, é maldade aos olhos de Deus" (Jesus Cristo).

 

078. Bem e mal

Dedicar a vida às atividades humanitárias/ecológicas, faz de nós, pessoas bondosas? À noite, ao reclinar a cabeça no travesseiro, pensamos: "Como o Senhor é bom, por ajudar o mundo através de mim, Seu humilde servo!", ou pensamos: "Como sou bom, ajudando o mundo! Não há ser humano melhor do que eu!"?

 

077. Era uma vez, uma onda...

"Tu não és onda; Tu és o Mar. Que te importa que morras, como onda? Continuarás sendo o que realmente és: Mar".

 

076. Os dois senhores

O Cristo imaterial está juntinho de ti, aguardando pacientemente que Lhe permitas começar a enorme obra de reconstruir-te a partir do zero, levar-te à ressurreição ainda nesta vida; ser o teu guia e amigo fiel, por toda a Eternidade. Ou também irás ignorá-Lo e negá-Lo, como faz a maioria?

 

075. Parábola do filho pródigo

Quando teremos coragem para iniciar a gloriosa jornada de volta para o Pai, assim como fez o filho pródigo?

 

074. Segunda vinda de Jesus Cristo

Se sinceramente acreditas em Jesus, não desperdices um segundo sequer, especulando/debatendo se Ele existiu em carne e osso, ou esperando por Seu retorno: procura e encontra o Cristo dentro de ti mesmo(a), aqui e agora...

 

073. O jovem rico

"Senhor, se eu abrir mão de tudo que exiges, o que será de mim? O que me sobrará?". Com um doce sorriso de compaixão, o Cristo manifestou-Se a esta consciência e suavemente respondeu: "Filho, te sobrará apenas DEUS".

 

072. Parar

"Onde o movimento cessa, Deus começa" (Yogananda).

 

071. Celebrar a Vida

 

070. Sermão da Montanha

 

069. O Tesouro e o Coração

Me disseram: "Não é preciso pensar em Deus, basta tê-Lo no coração". Isto é certo, desde que a pessoa também não pense em mais nada. Achar que não é preciso pensar em Deus, mas que é preciso pensar em dinheiro e nas demais escravidões da vida, é hipocrisia.

 

068. Aceita...

 

067. Misericórdia (Apresentação PPS  - 900KB)

"Sabei vós que Me ama, com exclusividade, quem tem misericórdia por todos, inclusive por desconhecidos e inimigos; quem ama todos, como ama a si mesmo. Tudo o que fazeis para qualquer ser vivente, sendo, todos eles, filhos Meus, por mais insignificantes que vos pareçam, na verdade fazeis para Mim".

 

066. Depois da tempestade, vem a bonança...

 

065. Racionais e irracionais

Se dou uma nota de cem dólares para um chipanzé, ele vai pegá-la, vai cheirá-la e, possivelmente, vai tentar comê-la; mas, como o sabor deve ser péssimo, ele vai cuspi-la fora e pisar nela. O homem, todavia, é capaz de matar e morrer, por causa da mesma nota de cem dólares. Racionalidade = superioridade?

 

064. A nau dos insensatos

 

063. O que é "Deus"?

 

062. Solidão

"A tristeza e a solidão que percebes, estão em ti e, não, em mim. Desfruto, ininterruptamente, da companhia do Amigo Interior, que vós chamais 'Deus', e que manifesta-Se em mim como Proteção, Paz e Felicidade eternas; por que, então, precisaria de ajuda exterior, de prazeres mundanos, de amizades e de outras companhias?".

 

061. Quem sou eu? (2)

 

060. Parábola da Mãe

 

059. O "Agora"

 

058. Parentesco & Amizade

 

057. Quem é de quem?

 

056. Um sonho desmascarado

 

055. Neutralidade (2)

 

054. Eterno e Imutável

Desejos de mudanças e novidades... corrida frenética por prazeres, sucesso e bens materiais... medo da velhice e da morte... Será, este, o miserável destino da esmagadora maioria da humanidade? Em algum lugar dos mundos e dos séculos, terá o ser humano encontrado Paz, entregando-se às suas paixões?

 

053. Não resistais ao mal (3)

Deves tomar consciência de teus pontos fracos; mas, sem te desanimar, culpar ou condenar.

 

052. Poder da mente

 

051. Neutralidade

 

050. Graça Divina

Não precisamos sinceramente rezar para que a Graça Divina nos seja concedida, pois, esta necessidade, é sinal de que Ela já começou a atuar em nós.

 

049. O poço

 

048. Mercedes Benz

 

047. Ramana Cristo

 

046. Destino  x  Livre-arbítrio

Não há livre-arbítrio para aquilo que ainda consideramos ser nós mesmos (o ego, o 'fulano de tal'); do contrário, o Criador não seria Onipotente/Onisciente, mas sim um simples espectador das arbitrariedades de Suas criaturas. O livre-arbítrio verdadeiro é a Graça Divina, que é inseparável de nós; porém, não subordinada aos nossos impulsos e caprichos egocêntricos.

 

045. O Silêncio

 

044. Esforço ou não-esforço?

 

043. Relatividade e Realidade (2)

Sabe que, quando acordas de manhã, o universo inteiro está exatamente do jeito que estava quando entraste no sono, pois o universo, tal qual o concebes, está em ti e não o contrário.

 

042. A Meta da Vida (2)

 

041. A Cura para todos os males (2)

 

040. O Show da Vida

 

039. Parábola da casa

 

038. Carma & mundo

 

037. Parábola do Semeador

Eis a lição que deixou o Grande Instrutor, através da Parábola do Semeador, para quem quer melhorar o mundo: faça isto por Amor sincero e nunca por amor-próprio, visando vantagens, homenagens, fama, etc. Caso aja sob o domínio do egoísmo, você vai contribuir para tornar o mundo um pouco pior do que já é, embora tenha a (errônea) certeza de que o está ajudando...

 

036. Quem é de Deus

 

035. Quarenta versos sobre a Realidade

 

034. Poder e Compaixão

"O homem implora pela misericórdia dos deuses, mas não tem misericórdia pelos animais, para os quais ele é como um deus. Tudo que vive está ligado por laços de parentesco e os animais que matais hoje, já vos alimentaram com seu leite, vos protegeram com sua lã e depositam sua confiança nas mãos que os imolam"

 

033. Não resistais ao mal (2)

 

032. Vencer a vida

Vencer a vida significa transcender todos os males/apegos da existência.

 

031. Pegadas na areia

 

030. A Substância das coisas

 

029. Feliz ano novo?

Quando pararmos de dar valor ao "ano novo", não nos decepcionaremos mais por vê-lo, rapidamente, transformando-se em "ano velho". Os festejos duram pouco; mas, as decepções que eles causam, duram muito.

 

028. Para os outros, o mesmo que para nós...

 

027. São Francisco de Assis

 

026. Aos Pés do Mestre

 

025. Ó Marta, Marta...

 

024. UM

 

023. Água mole, em pedra dura, tanto bate, até que fura

 

022. O Sistema

Percebemos o poder do sistema (conscientemente ou não) e a ele nos referimos quando dizemos: "Isto é assim mesmo, faz parte...". Sonhadores, filósofos, rebeldes, revolucionários e generais tentam derrotá-lo, diplomaticamente ou à força; porém, o sistema sempre vence e continua no trono, governando o mundo com mão de ferro.

 

021. Ramana Maharshi

 

020. Altos e baixos

 

019. Feliz aniversário

 

018. A Cura para todos os males

A cura para os males da vida, é colocar-se, espiritualmente, acima dos males da vida. A Força para isto está dentro de nós... Onde mais Ela poderia estar?

 

017. O Reino de Deus está entre nós?

 

016. A morte

Que eu alcance autocontrole e espiritualidade suficientes para morrer serenamente, como fazem os animais ditos irracionais que, quando percebem a chegada da hora, simplesmente deitam-se e aguardam o fim.

 

015. Estejais no mundo, mas não sejais do mundo

 

014. Jesus Cristo: fato ou ficção?

Esqueça todas as teorias sobre o assunto (inclusive a exposta neste texto), porque a verdadeira resposta está dentro de você...

 

013. Esperança é a última defesa?

 

012. Experiência pessoal

 

011. A Meta da Vida

 

010. Quem sou eu?

 

009. Relatividade e Realidade

Nem mesmo a luz, da Teoria da Relatividade, é absoluta, porque depende de uma consciência objetiva, para testemunhar a sua existência, isto é: também é um fenômeno relativo. Se todo o universo pensante estiver dormindo, há alguém que possa confirmar a luz ou qualquer outro fenômeno físico?

 

008. Quem encontrar a vida, perdê-la-á...

Quem se dispuser a pagar qualquer preço para preservar ("encontrar") a sua vida egocêntrica, vai perder a Vida que realmente importa; mas, quem abrir mão daquela "vida" ("perdê-la"), por amor incondicional à Verdade (Deus), encontrará a verdadeira Vida.

 

007. Não resistais ao mal

Não entreis em confronto com o mal, pois sereis contaminado por ele.

 

006. O Reino de Deus está dentro de vós

O Cristo não mente e não se engana: por mais incrível que nos pareça, o Reino de Deus (isto é, Paz e Felicidade sem fim) está aqui e agora, pertinho de todos nós...

 

005. O Poder

"Nenhum poder tendes sobre a vida e a morte. Sois, todos vós, apenas instrumentos do verdadeiro e único Poder".

 

004. O Caminho de Damasco

 

003. A Grande Renúncia

"Renuncia ao ódio e estarás pronto para amar todos os seres vivos, assim como amas a ti mesmo, pois todos estão em Mim. Se dedicares um pensamento piedoso, que seja, a mais pequenina das formas de vida, estarás, também, pensando em Mim".

 

002. O Primeiro Passo

A Paz do mundo começa dentro de nós. Não é difícil perceber quais seriam as atitudes de um verdadeiro pacifista, daquele que deu o primeiro passo.

 

001. Um Sonho de Natal

"Não importa o que tenha feito no passado: o arrependimento sincero e o firme propósito de mudar-se a si mesmo, nascer de novo ainda nesta vida, nunca é ignorado pelo Pai Bondoso. Não pense no passado e nem se preocupe com o futuro; concentre-se em encontrar e trilhar o caminho de volta, pois Ele estará lá, no final da jornada, de braços abertos para recebê-lo. Não se esqueça, entretanto, que, para esta jornada, você não precisa dar um passo sequer em qualquer direção, pois o Reino de Deus está dentro de todos nós".

 

000. Comentários preliminares

 


 

            Web Hosting