AMAR O INIMIGO

 

"Senhor, perdoa nossas ofensas, assim como perdoamos quem nos ofende"  (Pai-Nosso)

 

"Se amais apenas vossos parentes e amigos, o que fazeis de mais?"  (Jesus Cristo)

 

 

Neste mundo de ilusões, onde nos ensinam que "família (carnal) é tudo" e que "amizade não tem preço", há sempre desmancha-prazeres como o Grande Instrutor, tentando nos fazer refletir sobre as verdades mundanas. Com certeza, é bom distribuir amor entre as pessoas amadas, por serem do mesmo sangue ou devido a outras afinidades. É comovente a camaradagem entre amigos; é comovente o amor da mãe, por seu filho, e o amor dos filhos, por seus pais. Só que estes não são exemplos do Amor sublime e divino, que pregam os Mensageiros do Altíssimo. O verdadeiro Amor é aquele dado tanto aos amigos quanto aos inimigos; o verdadeiro Amor é aquele de uma mãe, pelos filhos de todas as mães (inclusive, pelo seu próprio), e dos filhos, por todos os pais do mundo. É fácil perceber que, quanto mais amamos familiares e amigos (a minoria da humanidade), menos amamos não familiares e estranhos (a maioria da humanidade). Contudo, os menos amados, por nós, também são filhos de Deus ou não? Será que o Criador, assim como acontece com suas vacilantes criaturas, tem preferências? Será que agrada ao Pai/Mãe de todos os seres vivos, ver divisões entre Seus filhos, que amam alguns irmãos e desprezam/matam outros, que consideram "maus"? Portanto, como não é inspirado por DEUS o nosso amor parcial/tendencioso, não surpreende que ele não possa resolver os problemas da vida.

O amor condicional/passional que conhecemos não nos torna melhores, não melhora o mundo e, além disto, é fonte de decepções/sofrimentos para quem deposita suas esperanças em familiares e amigos. Este assunto já foi abordado em textos anteriores, publicados neste sítio, e o resumo é este: quem escolhe confiar nos homens, não confia em DEUS e, por isto, sofre e decepciona-se frequentemente...

Há algum tempo, venho insistindo no tema "amar os desconhecidos/inimigos" (neste contexto, "inimigo" significa quem nos odeia ou, apenas, nos contraria). A insistência está acontecendo, porque sinto que há muita dureza neste coração e, também, nos corações de todos com os quais mantenho contato. Como ainda não tive a ventura de encontrar alguém que ame os outros como a si mesmo; alguém que transforme nossas vidas, através de sua simples presença física; estou usando o método de martelar nossos corações com esta Verdade, com o intuito de abrir passagem para a Luz, na muralha do ego.

 

Não entrar em confronto com aqueles que nos prejudicam ("Não resistais ao mal") e amar aqueles que nos odeiam, a história nos mostra que é possível; mas, não no nível de maturidade espiritual no qual encontra-se a maioria da humanidade (este digitador, inclusive). Mesmo assim acho que, enquanto não pudermos amar o inimigo sinceramente, podemos usar este ensinamento de forma um pouco "interesseira". Por exemplo: recentemente me senti ofendido por alguém e, claro, o primeiro impulso foi o de vingar-me. Contudo, consegui conter a investida egocêntrica voltando o pensamento para o Cristo, que perdoou ofensas pessoais muito mais graves e humilhantes. E ouvi Suas palavras: "Filho, se queres ser perdoado, antes deves perdoar". Um "milagre" então se deu: o ódio e a indignação desapareceram e este coração, normalmente duro, submergiu na Misericórdia. Lágrimas vieram aos olhos e, já pacificado, agradeci ao Senhor. A parte "interesseira" da atitude é esta: assim como tratamos o mundo, o mundo nos trata; não há como escapar das consequências de nossos pensamentos, de nossas palavras e de nossos atos; portanto, quem quer ser perdoado por seus erros tem que, antes, aprender a perdoar os erros dos outros, não apenas externamente, mas também em seu coração. O primeiro passo deve ser dado pelos seres humanos que estão, conscientemente, esforçando-se para evoluir. Os materialistas radicais e os altamente egoístas são incapazes de perdoar inimigos; porém, o buscador que almeja alcançar a meta da Vida, deve exercitar Amor/Perdão incondicionais aqui e agora, mesmo que tenha a certeza de que o "inimigo" nunca o perdoaria. As almas que ainda não podem sequer pensar em Amor Incondicional também estão em evolução (embora inconsciente) e, com certeza, a semente do perdão que for plantada em seus corações, no devido tempo vai frutificar.

Em algumas ocasiões, consigo manter a calma diante de um "inimigo" e, em outras, não. O grande benefício pessoal alcançado, quando o autocontrole prevalece nas situações de confronto, é não ser contaminado pelo ódio. Comprovo, em mim mesmo, que este terrível sentimento provoca grande agitação mental, descontrole emocional e males físicos; mas, como ele também gera prazer, normalmente não percebemos os seus malefícios. Atenção, pois autocontrole não significa repressão. Poderia reprimir o ódio, por medo de cometer uma tolice e ser preso; porém, poderia continuar intimamente revoltado, achando que o "inimigo" merecia ter sido punido por mim. Quando consigo corretamente me controlar, não há repressão: o "inimigo" é perdoado porque, se a situação fosse inversa, eu gostaria de ser perdoado por ele. Não sei bem explicar... mas, apesar da solução mais ou menos egoísta, de agir visando recompensa, nos momentos em que ajo assim a Paz invade a alma, ódio/planos de vingança desaparecem imediatamente e só ouço o Cristo sussurrando: "Perdoa, filho"... Será, isto, artimanha do ego/mente ou estará, a Natureza, lentamente me ensinando a perdoar?

 

Me disseram, quando criança, que "Deus" gosta de quem reza o Pai-Nosso todo dia e, até o início da adolescência, mantive aquele hábito mecânico e frio; depois, na fase materialista da vida, abandonei-o. Embora hoje acredite na Força Superior, não posso usar esta oração, devido à condição: "Perdoa nossas ofensas, assim como perdoamos quem nos ofende", que ainda é um grande obstáculo para mim. Como poderia pedir perdão por meus erros, se pouco perdoo os erros dos outros?

 

 

 

Textos relacionados:

Misericórdia

 

 

Senhor, ensina esta alma a perdoar "setenta vezes sete vezes"...

 

10/03/2011

 

 

http://quemsoueu00.blogspot.com/

www.000webhost.com