NEUTRALIDADE (2)

 

 

Relendo hoje o texto 51, "Neutralidade", percebi que alguns pontos devem ser melhor esclarecidos:

 

1) Acredito que a instrução de Ramana Maharshi não seja para que nos concentremos na pergunta "quem sou eu?"; ela deve ser apenas o "ancoradouro" da autoinvestigação. Analisando a experiência pessoal, diria que esta pergunta nos lembra onde deve ser mantida a autoatenção; ela também anima, encoraja e desafia o buscador, a mergulhar mais e mais fundo em si mesmo, rumo ao desconhecido. E como precisamos de ânimo e coragem, nesta jornada interior!

 

2) A sugestão para escolheres uma das mencionadas sensações, como o "eu" da autoinvestigação, foi apresentada porque não consigo descrever o sentimento-eu que atualmente uso. Então, o que foi sugerido, no texto "Neutralidade", talvez possa ser adotado como estratégia inicial, como também o fiz. O importante é começar e é praticamente impossível que isto ocorra da maneira realmente correta (que apenas o próprio Ramana sabe qual é). Contudo, se perseverares, acredito que aquele "eu" irá se tornando mais e mais sutil e profundo, assim como está acontecendo comigo. Provavelmente, não será muito difícil começares ancorando a tua atenção sobre a sensação do corpo físico ou sobre a respiração, e um destes poderia ser o "eu" de partida.

 

3) Embora o sentimento-eu esteja se aprofundando, tenho consciência de que ainda não é o correto. Sei disto pois o Mestre afirma que, apenas quando tal sentimento  for alcançado e "firmemente agarrado", a agitação mental cessará. Então, se a mente acalma-se, mas não permanece inativa durante a prática, não é porque Ele esteja errado, pois um Sábio nunca erra: o buscador é que ainda não aplicou corretamente o ensinamento.

 

4) "Sentimento-eu", de acordo com o atual entendimento teórico deste digitador, é aquela sensação de que és uma pessoa, sensação esta que instantaneamente desperta após período de sono, desmaio, coma, anestesia geral, etc.

 

5) Mesmo entre os discípulos diretos do Sábio de Arunáchala, há divergentes interpretações de Seus ensinamentos. Então, escolhe, entre as opiniões dos notáveis ou não, aquelas que mais convêm para ti, neste momento da Busca. Não te preocupes com o currículo da pessoa, pois opiniões são apenas opiniões, venham de onde vierem (inclusive as desta página), já que elas serão Verdade somente após confirmação interior (involuntária e não intelectual)...

 

 

 

Textos relacionados:

Neutralidade

 

 

08/03/2010

 

http://quemsoueu00.blogspot.com/

www.000webhost.com