"O REINO DE DEUS ESTÁ DENTRO DE VÓS" (2)

 

 

É uma pena que o ensinamento mais importante do Grande Instrutor, na opinião deste digitador, esteja aos poucos sendo alterado ("O Reino de Deus está dentro de vós" - Lucas, 17.21). Recentemente li, em uma edição da Bíblia: "O Reino de Deus está sobre vós". E já li/ouvi, em outras ocasiões: "O Reino de Deus está entre (no meio de) vós". A expressão "Reino de Deus" é apenas uma alegoria, que o Senhor Jesus usava para indicar as tão sonhadas Paz e Felicidade eternas, que todos aspiram alcançar. Em outras escrituras sagradas, os termos equivalentes são: "Verdade", "Libertação", "Nirvana", etc.

Tais alterações, em relação ao sentido que harmoniza-se com as demais escrituras sagradas ("O Reino de Deus está dentro de vós"), são cometidas por ignorância ou má-fé. No primeiro caso, devido à cegueira espiritual do tradutor/interpretador, para quem é totalmente incompreensível a atitude de voltar a atenção para dentro de si mesmo; então, ele usa palavras que lhe pareçam lógicas, para tentar transmitir o ensinamento. No segundo caso (má-fé), porque a busca interior, pelo Reino de Deus, elimina a necessidade de igrejas, religiões formais e intermediários entre o Criador e Suas criaturas; porém, tal religiosidade exterior precisa parecer indispensável, caso contrário não sobreviveria. Quem busca a solução para a vida e para o fim do sofrimento, em si próprio, ameaça a fé profissional, que depende de nossa submissão a ela; portanto, os profissionais da fé/religiosidade de maneira alguma divulgariam corretamente o ensinamento em questão ("O Reino de Deus está dentro de vós") e quaisquer outros, que poderiam tirar-lhes o "ganha-pão".

Não considero erradas, as mencionadas traduções/interpretações ("sobre vós", "entre vós", "no meio de vós"); mas, a força da revelação divina está na mais antiga ("dentro de vós"). Isto porque, enquanto não vivenciarmos/encontrarmos o Reino de Deus dentro de nós, ele nunca poderá ser percebido fora de nós. Todos os verdadeiros Mestres da humanidade nos alertam, que assim sempre foi e sempre será; portanto, mesmo não entendendo a razão, deveríamos confiar Neles, que de nada do mundo precisam e, consequentemente, nada querem tirar de nós, ao contrário: vêm ao mundo com a única missão de nos despertar, espiritualmente. Confiando em Suas palavras e persistindo no caminho que Eles apontam, finalmente chega o bendito dia no qual nos livramos de uma das muitas ilusões que nos escravizam ao sofrimento, pois interiormente percebemos, sem dúvida alguma, que verdadeiras Paz e Felicidade não podem e nem poderão, jamais, ser encontradas no mundo, enquanto não as encontrarmos em nossos corações ("Buscai, antes de qualquer outra coisa, o Reino de Deus; quando o encontrardes, todas as vossas necessidades serão supridas" - o Cristo). A prática constante da atenção, interiorizada e focada em nossos próprios pensamentos e sentimentos (início da busca interior), acaba por mostrar-nos claramente a causa do sofrimento, sua solução definitiva, e a razão pela qual, vez ou outra, experimentamos migalhas de alegria e sossego. Para a maioria das pessoas, são suficientes tais migalhas. Então, por ninharias mundanas, nos esforçamos durante toda a vida, resignados, pois, como dizem: "é assim mesmo, faz parte". No entanto, quem, mesmo que apenas uma única vez e por somente alguns segundos, tenha vivenciado, no Silêncio Interior, o que é o Reino de Deus, não se contenta mais com as esmolas que o mundo nos oferece.

 

Se sinceramente queres ajudar teus semelhantes, não participes da divulgação do ensinamento em questão, do jeito ele tem sido traduzido e pregado por aí. Melhor é ficar calado(a), do que incentivar alguém a buscar (o Reino de) Deus em outro lugar que não seja no seu próprio coração. Não ajas como aqueles que "não entram no Reino de Deus e também não deixam ninguém entrar", como bem nos alertou o Senhor Jesus.

Com certeza, a busca interior é dificílima e a vida, que já era sofrida antes dela, mais sofrida se torna com ela; mas, não há opção para o ser humano ("Quem anseia Paz/Felicidade eternas, deve agora tomar a sua cruz e me seguir" - o Cristo). Síntese do consolo de outro grande Sábio: é através do sofrimento que o homem evolui espiritualmente e a Providência Divina sabe, exatamente, quanto de sofrimento cada um pode suportar, durante cada etapa de sua jornada para o "Reino de Deus"...

 

 

22/11/2012

 

http://quemsoueu00.blogspot.com/

www.000webhost.com