SAÚDE

 

 

Certa vez alguém tentou me convencer de que não cuido da saúde, pois, para esta pessoa, cuidar da saúde é ir regularmente aos médicos e seguir suas orientações/receitas; comer tantas vezes por dia, aquilo que dizem ser saudável; dormir no mínimo tantas horas por noite, beber pelo menos tantos litros d'água diariamente e tudo o mais, classificado como "qualidade de vida". Respondi, cautelosamente, que venho comprovando haver, dentro de mim, algo que tem substituído, com vantagem, os médicos/nutricionistas, os remédios/vitaminas e outros cuidados/preocupações com o corpo físico. Disse também que, como não sou superior a ninguém, a mesma força existe em todos os seres vivos. A resposta, apesar de não ter ameaçado a sobrevivência profissional da referida pessoa, afinal ela não é médica ou empresária do setor farmacêutico, deixou-a indignada. A intenção foi incentivá-la a lutar contra suas evidentes e imaginárias limitações de saúde, mas os egos não querem saber de Libertação e fim dos sofrimentos, nada disto: eles gostam que lhes digam o que devem comer, beber, vestir; quantas vezes por dia/semana devem fazer isto e aquilo; gostam de acrescentar ainda mais fardos e preocupações, à vida. Os egos estão satisfeitos com migalhas e conformados de que "é assim mesmo, faz parte..."; suas verdades não são suas, não são frutos de esforço pessoal: são verdades que outros (família, educadores, etc.) colheram no mundo e lhes deram, mas estes outros também não sabem de onde elas vieram, quem as plantou... Os egos acham que cuidam da saúde, mas a saúde saberia muito bem cuidar de si mesma, se eles não atrapalhassem-na. Os egos cuidam, sim, das doenças, e o fazem tão bem que, depois da última ir embora, uma nova doença chega, para aproveitar a hospitalidade do anfitrião... Eles acham que estão lutando contra as doenças, seguindo os procedimentos padronizados, mas é exatamente o oposto que ocorre: a forma correta de lutar contra as doenças é ensinada pelos Mensageiros do Altíssimo e foi magistralmente sintetizada pelo Grande Instrutor: "Não resistais ao mal". Este ensinamento é interpretado como covardia e acomodação e, por isto, é completamente ignorado. Na verdade, a maior prova de fé, força e coragem é a pessoa conseguir ficar parada, tranquila, sem entrar em confronto com (resistir a) qualquer tipo de mal que a ameace; manter o pensamento em DEUS, mesmo se o mundo estiver desmoronando à sua volta e sua saúde/vida estiver por um fio. Esta pseudo-rendição, que na realidade é a prova definitiva de Amor ao Altíssimo, é muito diferente de uma rendição motivada por preguiça, fraqueza ou complexo de inferioridade. Na verdade, é tudo ao contrário do que nos ensinam, repito. Portanto, a sabedoria mundana convém àqueles que estão satisfeitos com este mundo dos sentidos, que nos rodeia. Quem quer evoluir espiritualmente, deve seguir os passos das pessoas que já percorreram o caminho e alcançaram a Meta ("Reino de Deus" ou VERDADE).

Hoje sei, por experiência pessoal, que a saúde do corpo físico começa na mente. Se nem sempre consigo agir de acordo com a comprovação interior, não é porque duvide do que a Vida me tem ensinado, mas sim devido às tendências mentais inconscientes, que, quando estamos desatentos, nos levam a pensar e agir como antes. A boa nova dos Sábios é esta: são desnecessários esforços e/ou pensamentos positivos, para obter-se saúde; não se preocupar com saúde, é a receita infalível implícita na frase "Não resistais ao mal". Pensamentos positivos, embora menos prejudiciais do que os negativos, provocam terrível doença, que ainda consideramos ser saudável/agradável virtude, e que é conhecida por vários nomes diferentes: orgulho, vaidade, autoestima, amor-próprio...

 

 

 

Por mim, nada posso; mas, por Ti, EU POSSO.

 

19/09/2011

 

http://quemsoueu00.blogspot.com/

www.000webhost.com