SEGUNDA VINDA DE JESUS CRISTO

 

 

Muita gente acredita que o homem Jesus renascerá. Tenho dúvidas de que esta esperança seja benéfica, pois vivem sonhando e especulando sobre o grande dia. Contudo, disse Aquele cuja volta é esperada: "Não vos preocupeis com o amanhã; concentrai-vos no hoje". Há mais de 2.000 anos, o povo no qual Ele nasceu aguarda o Salvador revestido de carne, que ainda não veio e nunca virá, pois o Reino de Deus (Salvação/Libertação) está dentro de nós.

Supondo ser possível o renascimento da matéria, por que voltaria Jesus? Tudo o que devia ensinar, Ele já ensinou. No momento final, anunciou: "Está consumado". Nada faltou, portanto; Sua missão foi completada. Se voltasse hoje, repetindo Sua pregação, certamente muitos daqueles que se intitulam "cristãos", dariam um jeito de condená-Lo à morte; e, como aconteceu em Sua primeira vinda, sem sentimento de culpa. Portanto, quando me perguntam se acredito na segunda vinda de Jesus, respondo simplesmente "Não". Se me perguntarem se acredito na segunda vinda do Cristo, também vou responder "Não", porque para mim Ele nunca se foi. Como, então, poderia voltar?

A confusão entre Jesus e Cristo, provoca muitas interpretações equivocadas. As palavras do Grande instrutor não devem ser tomadas literalmente, sob pena de atribuirmos a Força Interior, que existe em todos os seres vivos ("Cristo"), a uma só pessoa ("Jesus"). A frase "Eu e o Pai somos um" escandalizou os judeus porque eles identificaram, o pronome "eu", com o homem Jesus. "O Cristo Interior e Deus são um", afirmam todos os Sábios, cada um da maneira mais apropriada à ocasião...

Sendo o Cristo, não um homem, mas sim algo adormecido em nossos corações, "Ele" não morreu e nem foi embora. Se não sentimos Sua presença, aqui e agora, é por culpa nossa, que (inconscientemente) impedimos Sua manifestação. Jesus esforçou-se conscientemente e renunciou a si mesmo; então, o Cristo imaterial pôde manifestar-Se nele com toda a Sua Glória.

 

Pode parecer estranho, o fato de alguém que acredita em Jesus Cristo, desconfiar da "ressurreição dos mortos", expressão algumas vezes mencionada no Novo Testamento. Na verdade, não desconfio disto, pois nunca me detive para decidir se trata-se de linguagem figurada ou literal. Diariamente comprovo que o maior milagre de Jesus são os Seus ensinamentos, que continuam Vivos como sempre, ressuscitando os espiritualmente mortos e curando os espiritualmente cegos/aleijados. Ressuscitar os fisicamente mortos e curar o corpo material, são as partes fáceis dos milagres atribuídos aos Mensageiros do Altíssimo, que importância nenhuma dão a estes feitos. Muitos dos episódios descritos nos Evangelhos cristãos devem ser simbólicos, assim como acontece em outras escrituras sagradas (a "guerra" no Bhagavad-Gîtâ, por exemplo).

 

Seria cômico, se não fosse trágico, observar as pessoas que riem daqueles que creem em Jesus. Elas acham que são tolos sentimentais, quem acredita nos relatos dos Evangelhos. No entanto, estas mesmas pessoas acreditam que dinheiro traz felicidade; acreditam nas instituições sociais e políticas; acreditam no "pé-grande" e no monstro do Lago Lockness. Em muitos outros absurdos, criados pela mente humana, elas acreditam; mas, não se sentem constrangidas devido a suas crenças infantis, ao contrário: batem no peito, orgulhosamente, e proclamam-nas aos berros.

Se sinceramente acreditas em Jesus, não desperdices um segundo sequer, especulando/debatendo se Ele existiu em carne e osso, ou esperando por Seu retorno: procura e encontra o Cristo dentro de ti mesmo(a), aqui e agora...

 

   

Senhor: por mim, nada posso; mas, por Ti, EU POSSO.

 

15/10/2010

 

http://quemsoueu00.blogspot.com/

www.000webhost.com