Aos poucos, vem sendo compilada uma versão condensada dos quatro evangelhos do Novo Testamento (Mateus, Marcos, Lucas e João) e, a parte que considero mais relevante (o conhecido "Sermão da Montanha", em Mateus), está sendo antecipadamente publicada. A intenção deste trabalho não é melhorar ou embelezar as palavras do Cristo, pois homem nenhum pode torná-las melhores ou mais belas; isto foi feito para que a linguagem ficasse mais acessível àqueles que estão em seus primeiros contatos com Ele. A autoridade que julgo ter para fazer isto, vem da intimidade com as palavras do Grande Instrutor, intimidade que sinto por já ter lido os evangelhos cristãos mais de 20 vezes, sempre buscando a compreensão não intelectual de Seus ensinamentos e, mais importante: me esforçando para viver de acordo com eles. Hoje, posso afirmar com segurança que os Sábios estão certos, quando ensinam que os textos sagrados têm Vida, não são letras mortas. Ler atentamente os evangelhos de Jesus, muitas e muitas vezes, não é monótono, ao contrário: é alegria e percepção sempre renovadas. Se fores atraído(a) pelo Mestre eternamente Vivo, mas não tens tempo para dedicar à volumosa Bíblia, vai direto aos evangelhos do Novo Testamento, pois tudo que é necessário, para a evolução humana, está registrado lá.

 

 

29/09/2010

 

http://quemsoueu00.blogspot.com/

 


 

 

SERMÃO DA MONTANHA

 

 

Certa feita, subiu Jesus a um monte e assentou-se; seus discípulos o acompanharam e ele lhes falou:

 

Bem-aventurados os humildes de Espírito, porque deles é o Reino dos Céus.

Bem-aventurados os que choram por Deus, porque serão consolados.

Bem-aventurados os mansos, porque herdarão a Vida.

Bem-aventurados os que têm fome e sede por justiça divina, porque serão saciados.

Bem-aventurados os misericordiosos, porque receberão misericórdia.

Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus.

Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus.

Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça divina, porque deles é o Reino dos Céus.

Bem-aventurados são vocês, quando forem injuriados e perseguidos, por causa do Cristo; alegrem-se, porque grande será a recompensa divina, por estarem servindo a Deus, assim como os profetas do passado.

Vocês são o sal da terra; mas, se o sal perder a salinidade, para nada mais presta e é lançado fora, sendo pisoteado pelos homens.

Vocês são a luz do mundo. Não pode permanecer oculta, uma cidade construída no topo de uma montanha. Por acaso se acende uma lâmpada, para depois cobri-la com um cobertor? Não, ela é colocada no teto da casa, para que ilumine tudo. Como esta lâmpada, brilhe sobre os homens a luz de vocês, para que eles vejam suas boas obras e glorifiquem o Pai Celeste.

Não julguem que vim abolir as leis divinas e as palavras dos profetas; na verdade, vim para que sejam cumpridos todos os mandamentos de Deus. Tudo está destinado a cumprir-se, ao pé da letra, como anunciam as escrituras. Aquele que ensinar estes mandamentos, sem comprová-los em si mesmo, será considerado pequeno no Reino de Deus. Porém, aquele que aplicá-los em si mesmo, em verdade os conhecerá e saberá ensiná-los corretamente; este, será considerado grande no Reino de Deus. Declaro que se a sabedoria de vocês não exceder, em muito, à dos seus líderes religiosos, também lhes será negado o Reino de Deus.

Foi dito aos antigos: “Não matarás; mas, quem matar, será réu em juízo”. Eu, porém, afirmo que apenas irar-se com seu semelhante, já condena o irado. Se, por conseguinte, quem estiver a rezar lembrar-se do mal que cometeu contra alguém, deve interromper a oração e ir desculpar-se por seu erro; só depois deve voltar a rezar. Não hesite, o ofensor, em fazer as pazes com o ofendido, para que a justiça divina não o condene. Em verdade, afirmo que aquele sofrerá duras penas, enquanto não arrepender-se sinceramente.

Foi dito aos antigos: “Não cometerás adultério”. Porém, aquele que lançar um simples olhar de cobiça sobre uma mulher, em seu coração já terá cometido adultério, afirmo eu. Se algo precioso para você, lhe tentar ao pecado, joga-o fora sem pensar duas vezes. Se a sua visão for motivo de pecado, melhor é arrancar fora os seus olhos, do que ter a alma maculada.

Ainda foi dito: “Quem repudiar sua mulher, dê-lhe carta de divórcio”. Eu, porém, afirmo: qualquer um que repudiar sua mulher, exceto em caso de adultério por parte dela, a expõe a tornar-se adúltera, e aquele que casar com a repudiada, comete adultério.

Também foi dito: “Não jurarás sob falso testemunho”. Eu, porém, lhe digo para não jurar em hipótese alguma. Não jure por si mesmo e nem por Deus. Você não deve jurar, pois não tem poder para cumprir suas promessas. Seja sua resposta apenas “Sim” ou “Não”. O que disto passar, vem de sua natureza inferior; é obra do mal.

Também foi dito: “Olho por olho e dente por dente”. Eu, porém, lhe digo para nunca entrar em confronto com o mal. Se alguém lhe ferir na face direita, apresente a ele também a outra face. Se alguém quiser lhe tomar a camisa, dê-lhe esta e mais o casaco. Se alguém obrigar você a acompanhá-lo por um mil passos, vá com ele por dois mil passos. Dê a quem lhe pede e não volte as costas àquele que deseja algo seu, emprestado.

E mais isto foi dito: “Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo”. Eu, porém, afirmo: ame seus inimigos e ore pelos que lhe perseguem, para merecer ser filho de Deus, porque Ele faz nascer o Sol sobre bons e maus e faz chover sobre justos e injustos. Se você ama apenas aqueles que lhe amam, que prêmio merece? Não agem assim também os maus? Se você cumprimenta apenas seus amigos, que faz de mais? Não fazem isto também as pessoas comuns? Você precisa fazer muito mais do que o habitual, para ser perfeito, assim como perfeito é o nosso Pai Celeste.

Fique atento para não exaltar-se por suas boas obras e esforçar-se por divulgá-las para o mundo, como fazem os hipócritas que esperam receber honras e elogios. Não aja assim, pois a homenagem dos homens será a sua única recompensa. Quando, pois, der esmola ou prestar qualquer outro tipo de ajuda, faça isto em segredo e não permita que, nem mesmo, a sua própria natureza inferior saiba o que fez a sua natureza superior. Então, de sua ajuda apenas Deus saberá, pois Ele tudo sabe, e lhe recompensará.

Quando orar, não proceda como os hipócritas que gostam de exibir-se nas igrejas e nas esquinas das ruas, orando a fim de serem vistos pelo povo. Em verdade, afirmo que a glória mundana é toda a recompensa que receberão. Você, no entanto, quando orar para o nosso Pai Celeste, faça isto em segredo e solidão; então Ele, que tudo vê e tudo sabe, lhe recompensará. Também não fale muito ao orar, buscando que a sua oração seja atendida por causa do muito falar. Não os imite, porque o Pai bem sabe de todas as suas necessidades, mesmo antes de sua oração. Assim é que deve orar: Pai nosso, que estás no céu; santificado seja o Teu nome; venha a nós o Teu Reino e seja feita a Tua vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso, de cada dia, nos dá hoje; perdoa as nossas dívidas, assim como perdoamos aos nossos devedores; e não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal. Se você perdoar os erros dos outros, também o Pai Celeste perdoará os seus erros; se, porém, não perdoar, também não será perdoado por Ele.

Quando jejuar, não ande tristonho como os hipócritas, que desfiguram o rosto para que o povo saiba que estão sofrendo por Deus. Em verdade, afirmo que elogios dos homens será toda a recompensa que eles receberão. Você, porém, quando jejuar, seja discreto para ninguém perceber, apenas o nosso Pai Celeste. E Ele, que tudo percebe, há de lhe recompensar.

Não acumule tesouros no mundo, onde os cupins e a ferrugem os destroem, e onde os ladrões penetram e os roubam. Acumule tesouros no Espírito, onde os cupins e a ferrugem não os destroem, e onde os ladrões não penetram e não podem roubá-los. Onde estiver o seu tesouro, lá também estará o seu coração.

Os olhos são a luz do corpo. Se eles enxergam as coisas de Deus, todo o seu corpo será luminoso. Se, porém, seus olhos só enxergam as coisas do mundo, todo o corpo estará em trevas. Ora, se a luz que existe em você for encoberta pelas trevas, como serão grandes estas trevas! Ninguém pode servir a dois senhores, pois sempre se devotará àquele que mais lhe agrada e desprezará o outro. Ninguém pode servir a Deus e, ao mesmo tempo, dedicar-se aos assuntos do mundo.

Ainda mais lhe digo: não ande ansioso por causa de sua vida, preocupando-se com o que comerá e beberá; e nem por causa do corpo, preocupando-se com o que vestirá. Observe as aves: elas não plantam, não colhem e nem acumulam alimentos; contudo, nosso Pai Celeste as sustenta. Porventura, vale o homem menos do que as aves, para ser esquecido pelo Pai? Quem pode, apesar de todos os seus esforços e cuidados, prolongar a própria vida por um segundo, sequer? E por que andar ansioso por causa do vestuário? Observe como os lírios do campo crescem sem esforço, sem trabalho. No entanto, afirmo que nem mesmo o Rei Salomão, em toda a sua glória, jamais usou uma vestimenta que se igualasse à dos lírios. Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, deixará de prover o seu vestuário, homem de pouca fé? Portanto, não ande aflito, especulando: “O que comerei? O que beberei? O que vestirei?”, porque a gente mundana é que se preocupa com estas coisas. Nosso Pai Celeste bem sabe de tudo que é necessário para nós. Busque, em primeiro lugar, o Reino de Deus e sua justiça, e todas as suas reais necessidades lhe serão providas, do Alto. Não se inquiete pelo dia de amanhã; concentre-se no dia de hoje.

Não julgue os outros, para não ser julgado por eles, pois, com o mesma dureza com que julgá-los, eles também o julgarão. Por que você enxerga a cegueira do próximo e não enxerga a sua própria? Hipócrita, livre-se primeiro do que o impede ver e, então, verás claramente como curar a cegueira de seus semelhantes.

Não faça propaganda das coisas santas, para não ser ridicularizado pelos mundanos; e não mostre aos descrentes as suas pérolas espirituais, pois eles as desprezarão e pisarão em você. 

Quem pede, de coração, será atendido; bata na porta e ela se abrirá. Entre os homens haverá algum que, se o próprio filho lhe pedir peixe para comer, ele lhe dará uma pedra? Se vocês que são maus, pois não cumprem a vontade de Deus, dão aos seus filhos o que eles pedem, negaria o nosso Pai Celeste as dádivas divinas àqueles que sinceramente pedirem? Assim como gostaria de ser tratado pelos homens, você deve tratá-los, pois esta é a vontade de Deus. Larga é a porta e espaçoso o caminho que leva à perdição, e são muitos os que entram por ela. Contudo, estreita é a porta e apertado o caminho que conduz à Vida, e são poucos os que seguem por ele.

Cuidado com os falsos líderes espirituais, que se apresentam disfarçados de ovelhas, mas por dentro são lobos devoradores. Pelos seus frutos, eles são conhecidos. Colhem-se uvas, porventura, dos espinheiros? Ou figos, dos abrolhos? Então, toda árvore boa dá frutos bons e, toda árvore má, dá frutos maus. Não pode, a árvore boa, produzir frutos maus; tampouco, a árvore má pode produzir frutos bons. Toda a árvore que não der bons frutos será cortada e lançada ao fogo. Assim, pelos frutos são reconhecidos os falsos homens de Deus.

Nem todos que continuamente repetem: “Senhor, Senhor!”, entrarão no Reino de Deus; somente entrarão aqueles que cumprem a vontade do Pai Celeste. No dia do juízo, muitos me dirão: “Senhor, em teu nome não realizamos muitas obras?”. Eu, porém, lhes direi: “Não os conheço, pois trabalham para si mesmos e não para Deus”. Todo aquele que ouve minhas palavras e as põe em prática, assemelha-se a um homem sensato, que edificou a sua casa sobre rocha sólida: desabaram chuvas torrenciais, transbordaram os rios, sopraram vendavais, mas a casa permaneceu de pé, pois foi construída sobre rocha. Todavia, quem ouve minhas palavras, mas não vive de acordo com elas, assemelha-se a um imprudente, que edificou a sua casa sobre a areia: desabaram chuvas torrenciais, transbordaram os rios, sopraram vendavais, e a casa caiu, sendo grande a sua queda. 

 

Quando Jesus terminou este sermão, estavam todos maravilhados com a sua doutrina, pois ele ensinava com autoridade e não como os seus líderes religiosos.

www.000webhost.com